Avançar para o conteúdo principal

Novidades da Fly.

A Fly é uma empresa oriunda da Checoslováquia, que em pouco tempo, conseguiu o seu lugar no universo dos modelistas, graças à qualidade que emprega nos seus kits mistos de plástico e resina, e claro, na perfeita escolha dos temas e respectivas escalas.

McDonnell Douglas DC 9-15 da Força Aérea Venezuelana

E na senda dos bons produtos, o mês que agora fechou, trouxe mais 6 kits desta marca: dois Jet Provost à escala 1:48; dois girocópteros Focke Achgelis à escala 1:32 e dois DC-9 à escala 1:144.
Começamos pela colecção longa da série DC-9 que a Fly tem em produção, agora com o acréscimo de mais dois kits, um para a Fuerza Aerea Venezolana e Aeronautica Militare Italiana.
McDonnell Douglas DC-9-32 da Força Aérea Italiana
São dois espectaculares kits, cujo tamanho após a montagem rondará os 25 centímetros, têm peças em plástico de injecção, peças em resina (para os estabilizadores e antenas) e decalques precisos para os aviões em questão, um para a Força Aérea da Venezuela e o outro para a Força Aérea Italiana.

De referir que o kit respeitante ao DC-9-15, uma versão mais curta deste jato, tem incluído uma fuselagem extra, por forma a puder-se fazer aquela versão. Desta forma, quem adquirir este kit, poderá recriar a versão indicada, a 9-15 ou então a habitual, 9-30, podendo nesse caso optar por utilizar decalques de terceiros.


Jet Provost T3/T3A à escala 1:48, kit completo e perfeito em tudo
Na escala 1:48, a Fly lançou dois espectaculares kits de um dos mais famosos jactos de treino britânicos da década de 60, o Jet Provost.
O BAC Jet Provost (desenvolvido originalmente pela Hunting Percival) foi um jacto de treino utilizado pela RAF (Royal Air Force - Força Aérea Britânica) entre 1955 e 1993. O Jet Provost seria também um sucesso de exportação, tendo servido em muitas forças aéreas de muitos países, inclusive Portugal, que recebeu um Jet Provost~T.Mk 2B algures em Outubro de 1959.
Este é o Jet Provost T4 nas cores da RAF.
Qualquer um destes kits da Fly, são simplesmente espectaculares e nota-se a preocupação de que produz, ao incluir um manual bem detalhado. As peças em plástico, sem grandes problemas de encaixe, sem arrestas para limar, com detalhes embutidos na perfeição. Acompanha ainda a embalagem, uma série de peças em resina que englobam os bancos, as entradas de ar do motor, o interior do cockpit com as manetas, etc, os pneus, as antenas. Quanto aos decalques, são sob o meu ponto de vista, um dos melhores que ultimamente tenho visto. Para além das insígnias e matriculas dos modelos recriados, engloba também todos os letterings que normalmente um avião militar tem. Só mesmo visto. Só é pena apenas a inclusão de decalques para a RAF.

Girocóptero alemão à escala 1:32
Por último, e seguindo já a anterior série de girocópteros ou auto-giros que a Fly lançou, aparece agora com mais duas propostas para este género aeronáutico, mas para a escala 1:32.
Trata-se do Focke Achgelis Fa 330 em duas versões distintas, uma primeira utilizando as cores da aviação da marinha alemã, e outro kit com numa versão do Fa 330 capturado nas cores aliadas.
Girocóptero alemão capturado (kit misto Fly 1/32)
O Focke-Achgelis FA 330 Bachstelze foi uma espécie de ultra leve com pás giratórias, conhecido como girocóptero, talvez o início daquilo que conhecemos como helicóptero. Foram utilizados pelos submarinos alemães U-boats, como forma de puderem "ver" mais longe que as 5 milhas a que estavam confinados. Por norma, estas máquinas estavam presas aos submarinos por longos cabos. Desta forma, pairando a cerca de 120 ou 130 metros da superfície da água, o submarino conseguia alongar a vista até perto de 25 milhas náuticas. O único problema com este aparelho, era o facto de que tinha de ser guardado desmontado num compartimento do submarino, e cada vez que era necessário, a tripulação demorava cerca de 20 minutos para o pôr operacional.
Estes kits da Fly à escala 1:32, para além das perfeitas peças em plástico, incluem ainda algumas peças em resina, outras em metal foto-gravado e decalques alusivos ao aparelho.
Mais informações sobre estes e outros kits da Fly poderão ser encontradas directamente no link http://shop.hobbycenter.pt/brands/fly-24626

Até breve com mais noticias.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Decalques do Casa C.212-100 Aviocar da FAP.

Quase a chegar às montras e prateleiras das lojas - segundo a marca, chega a tempo das prendinhas de Natal - foram divulgadas mais imagens dos decalques que vão acompanhar o kit da Hobby Special para o Casa C.212-100, a 2ª proposta do mesmo kit, já que irá ser lançada no próximo dia 25, a versão que incluí possibilidade de serem feitas aeronaves de Espanha, Chile ou Colômbia.






A versão "Portuguese Tail Art", com o nº SH72376, vai incluir decalques para dois Aviocar da Força Aérea Portuguesa; o 16507 com a decoração especial dos 50 anos da Esquadra 502 "Elefantes" e o 16517, com a decoração comemorativa das 160000 horas de voo. Saliente-se ainda que irá acompanhar este kit, uma folha com a restante sinalética do avião.

Conjunto de tintas para a FAP - volume 2 - da Hataka.

Já se encontram à venda nas melhores lojas, a continuação da série "Modern Portuguese AF paint set - vol. 2" da marca Hataka Hobby.
Este 2º volume incluí 8 frascos de tintas indicadas para a camuflagem da maioria das aeronaves em serviço na Força Aérea Portuguesa após a década de 80 e até aos nossos dias.
As referências da Federal Standard incluídas são:
HTK-A012 – Pele escura – FS30219, utilizado no esquema de camuflagem das superficies superiores dos Fiat G.91, A-7P, Alpha Jet, SA 330 Puma, Alouette II & III e AW101;
HTK-A016 – Verde escuro – FS34079, utilizado no esquema de camuflagem das superfícies superiores dos Fiat G.91, A-7P, Alpha Jet, SA 330 Puma, Alouette II & III e AW101;

HTK-A021 – Verde médio – FS34102, utilizado no esquema de camuflagem das superfícies superiores dos Fiat G.91, A-7P, Alpha Jet, SA 330 Puma, Alouette II & III e AW101;
HTK-A039 – Cinzento camuflagem – FS36622, utilizado no esquema de camuflagem das superfícies inferiores dos Fiat G.91 R3 …

Special Hobby justifica atraso do lançamento do kit do Casa C.212

A Special Hobby voltou a atrasar o lançamento do kit do avião Casa C.212, com algumas imperfeições em peças mais pequenas, coisa que entretanto já está na fase da assemblagem de teste.
Este atraso, que implicou retificação dos moldes, é responsável pelo avançar da data de lançamento do kit, apontada agora para Setembro próximo.
A empresa espera nessa altura e por ocasião do certame "E-Day", que decorrerá em Praga a 23, ter já o kit à escala 1/72 disponível pelo menos nos distribuidores europeus... Por enquanto, e para aguçar o apetite de todos os modelistas-colecionadores da temática Força Aérea Portuguesa, vamo-nos deliciando com as soberbas fotos do novo ensaio da montagem da maqueta do Aviocar... Ai que bem que vai ficar com os decalques para a versão Portuguesa.